Your address will show here +12 34 56 78
Internet

O Prof. Dr. Pedro Vendeira, médico urologista e andrologista do CETI – Centro de Estudo e Tratamento da Infertilidade, esteve n’O Programa da Cristina, da SIC, a falar sobre infertilidade masculina.

 

A seu lado, Bruno e Ricardo. A coragem de dois homens que aceitaram falar de infertilidade masculina. O sofrimento, o estigma e a vergonha. Bruno percebeu que era infértil este ano. Ricardo fez tratamentos de fertilidade durante quatro anos e hoje é pai de gémeos. Fique a conhecer estas duas histórias aqui.

 

O CETI, cliente Mar Digital, tem apostado na criação de diverso conteúdo, das formas mais diversificadas. A importância de informar a população sobre as questões da infertilidade, faz com que seja produzido com regularidade artigos de texto e conteúdo em vídeo.

cristina ferreira e claudio ramos


A presença no programa com mais audiência da televisão portuguesa, O Programa da Cristina, permite alcançar um grande número de espectadores, não só através da emissão televisiva, mas também, e essencialmente, através dos canais digitais.

 

A importância do vídeo on demand

 

O vídeo on demand, transmitido via streaming, está cada vez mais popular, sobretudo no meio do entretenimento e das produtoras de televisão. 

 

Por fazer parte de um mercado em expansão, os vídeos on demand são uma excelente forma de aumentar as receitas da sua empresa ou até mesmo uma oportunidade para alavancar o seu negócio.

 

Na televisão, em qualquer canal, existem diversos intervalos comerciais que interrompem a programação. Para quem realmente está prestando atenção ao conteúdo, essas interrupções são bastante incómodas, fazendo que consequentemente perca o interesse no programa. Além disso, a programação proposta pelo próprio canal nem sempre contempla a totalidade do público. É por isso que os serviços de video on demand começaram a crescer tanto.

 

A proposta de uma “programação” controlada pelo utilizador e sem interrupções é bastante atrativa atualmente. Com uma rotina que deixa grande parte das pessoas sem tempo para o lazer, o facto do utilizador ter controle total do que pode assistir, quando quiser, onde quiser e na plataforma que pretender, faz com que o mercado do entretenimento tenha sofrido um crescimento acelerado em plataformas que não a televisão.


Por isso, apesar de a assistência média de público televisivo ter vindo a baixar ao longo dos últimos anos, o facto de se poder replicar nos diversos canais online o conteúdo transmitido na televisão, continua a revestir a presença na televisão de importancia, não só por questões de notoriedade, mas também porque se consegue alcançar ainda mais público através do digital.



Imagens: O Programa da Cristina

0

Internet

A cada terceira segunda-feira do mês de Janeiro celebra-se, ou não, o dia mais triste e deprimente do ano! No entanto, e para que não se deixe influenciar pelo calendário e entre da melhor maneira na semana, aconselhamo-lo a ler este artigo! Se trabalha em Marketing Digital, não pode mesmo deixar de o ler!

0

Internet

A Organização das Nações Unidas (ONU), através da ITU, a agência focada nas tecnologias da informação e comunicações, divulgou que cerca de 3,9 mil milhões de pessoas em todo o mundo estão ligadas à internet, o que significa que, pela primeira vez, mais de metade da população mundial está conectada.

Este número, apesar de muito elevado, representa apenas 51% da população mundial, revelando assim que o acesso à internet está a crescer, mesmo sendo ainda só metade do que poderá ser.

 

Acesso à internet aumentou

 

Segundo este estudo, o acesso à internet aumentou de forma gradual em todo o mundo. Nos países desenvolvidos, houve um aumento de 51,3% em 2005 para 80,9% em 2018 e nos países em desenvolvimento, de 7,7% para 45,3% nesse mesmo período.

A internet é hoje um bem adquirido para a maioria das pessoas, utilizando-a através de smartphones, tablets ou computadores. O seu acesso é simples e rápido, nalguns casos gratuito, quando estamos em espaços públicos que dispõe gratuitamente de acesso à internet, no entanto, esta não é uma realidade na maioria das regiões do planeta, onde ainda existem muitas pessoas que não conseguem aceder.

 

Número de pessoas que acede à internet bate recorde mundial

 

Desde o surgimento da internet, há quase 50 anos, esta foi a primeira vez que o número de pessoas que acedem à rede superou as que ainda não têm acesso.

Segundo os dados da ITU, a região de África foi onde se registou um maior crescimento de acesso à internet. As tecnologias de informação e comunicação continuam a abrir novas perspetivas à sociedade do futuro, assumindo um papel vital no desenvolvimento das sociedades.

0